EQUIPE CADÚNICO

O Cadastro Único e Programa Bolsa Família possui uma equipe formada pelos seguintes profissionais:

MILTON RODRIGUES /GESTOR MUNICIPAL - Graduado em licenciatura da Língua Portuguesa/Língua Inglesa; Extensão Universitária no Curso do Programa Bolsa Família; Instrutor do curso de Gestão do Cadastro Único para Programas Sociais e Curso de preenchimento do formulário do Cadastro Único; Capacitação sobre Provimento de benefícios do Brasil sem Miséria e Indicadores para Diagnósticos dos Programas Sociais; Instrutor de mais de 15 turmas do formulário do Cadastro Único; Experiência em gestão orçamentária no âmbito do Suas; Experiência há mais de 10 anos no atendimento do Sistema Único de Assistência Social;

SILVIA INÊS/TÉCNICA MUNICIPAL - Psicóloga de formação, possui curso de entrevistadora no formulário do Cadastro Único para Programas Sociais;

PAMELA DIAS/TÉCNICA MUNICIPAL - Formada em contabilidade é concursada como escriturária há mais de 6 anos na prefeitura.

VANDERLI DE OLIVEIRA/TÉCNICA MUNICIPAL - Formada em tecnologia em Processos Gerenciais possui curso de entrevistadora no formulário do Cadastro Único para Programas Sociais.

JOSÉ EDUARDO CLARO/TÉCNICO MUNICIPAL - Servidor público com experiência há mais de 10 anos no Conselho Tutelar. Auxilia a equipe no atendimento às famílias.


ANGELA MARIA XAVIER FREIRE/TÉCNICA MUNICIPAL - Servidora há mais 15 anos e vasta experiência na assistência social. É formada em Serviço Social.

Atribuições do Gestor

Cabe ao Gestor Municipal do Programa Bolsa Família:

  • coordenar a identificação das famílias que compõem o público-alvo do Cadastro Único; 
  • promover a utilização dos dados do Cadastro Único para planejamento e gestão de políticas públicas e programas sociais; 
  • adotar medidas para o controle de prevenção de fraudes e inconsistências cadastrais, disponibilizando canais de recebimentos de denúncias; 
  • permitir acesso à Instância de Controle Social do Cadastro Único e do PBF às informações cadastrais; 
  • assumir a interlocução entre a prefeitura, o MDS e o estado para a implementação do Bolsa Família e do Cadastro Único. Por isso, o Gestor deve ter poder de decisão, de mobilização de outras instituições e de articulação entre as áreas envolvidas na operação do Programa; 
  • coordenar a relação entre as secretarias de assistência social, educação e saúde para o acompanhamento dos beneficiários do Bolsa Família e a verificação das condicionalidades; 
  • coordenar a execução dos recursos transferidos pelo governo federal para o Programa Bolsa Família nos municípios. Esses recursos estão sendo transferidos do Fundo Nacional de Assistência Social aos fundos de assistência municipal. Assim, o Gestor Municipal do Bolsa Família será o responsável pela aplicação dos recursos financeiros do Programa - poderá decidir se o recurso será investido na contratação de pessoal, na capacitação da equipe, na compra de materiais que ajudem no trabalho de manutenção dos dados dos beneficiários locais, dentre outros; 
  • assumir a interlocução, em nome do município, com os membros da Instância de Controle Social do município, garantindo a eles o acompanhamento e a fiscalização das ações do Programa na comunidade; 
  • coordenar a interlocução com outras secretarias e órgãos vinculados ao próprio governo municipal, do estado e do Governo Federal e, ainda, com entidades não governamentais, com o objetivo de facilitar a implementação de programas complementares para as famílias beneficiárias do Bolsa Família; 
  • acompanhar a realização das entrevistas de inclusão e revisão cadastral; 
  • acompanhar os processos das condicionalidades nas áreas da saúde e educação; 
  • avaliar recursos do Sistemas de Condicionalidades 
  • solicitar qualificação para equipe de atendimento em cursos na área do Cadastro Único e Bolsa Família. Vale lembrar ainda, que é dever do Gestor qualificar a equipe constantemente a fim de melhorar a qualidade de atendimento ao munícipe.

Atribuições da equipe de atendimento

Cabe à equipe de atendimento:

  • realizar diariamente entrevistas às famílias atendidas pelo programa; 
  • incluir, atualizar ou excluir cadastros do sistema online; 
  • incluir recursos das famílias no sistema online em casos de contestação de bloqueios, suspensões ou cancelamentos de benefícios; 
  • sanar dúvidas sobre os programas que envolvem o Cadastro Único; 
  • planejar e trabalhar as listas enviadas no SIGPBF realizando revisões cadastrais. 
  • encaminhar as famílias para outras políticas intersetoriais com a devida inscrição do Cadastro Único; 
  • realizar ações de localização das famílias do Programa Bolsa Família em casos de listas enviadas pela Caixa Econômica Federal;  
  • realizar atendimento indiretos por meio de telefonemas, chats e e-mails. 
  • manter o arquivo dos formulários do Cadastro Único organizado para consulta.